terça-feira, 16 de junho de 2015

MAIS RÁPIDO QUE UM SUPERSÔNICO, E ATÉ QUE A INTERNET...



“Ele envia as suas ordens a Terra, e sua palavra corre velozmente.” (Salmos 147:15)


   Há vinte e nove anos atrás, eu com minha família, começamos a viajar pelas estradas do Brasil, quando éramos missionários, nas viagens podíamos ler os ditados e frases típicas nos para-choques dos caminhões. Eram os mais variados tipos de dizeres. Alguns interessantes, com boas mensagens, outros muito sem graça, outros muito tolos, alguns pornográficos. Passado algum tempo, comecei a perceber uma mudança bem radical nesses dizeres.  A maioria, então, trazia versículos bíblicos ou frases, que incluíam o nome de Jesus, ou de Deus. Eu observei tal mudança e compartilhei com o pessoal de casa o que havia percebido. Todos passaram a observar o mesmo que eu.
Foi ali, que em primeiro momento, entendi o que a palavra de Deus profetizava: “...e sua palavra corre velozmente.” Era isso mesmo, a palavra de Deus estava correndo velozmente nos para-choques dos caminhões. Silenciosamente, mas correndo pelas estradas do Brasil. Deus começou a mudar a história de vida daqueles caminhoneiros, e assim, seus caminhões levariam de alguma forma, a palavra de Deus, mesmo que fosse por mera supertição, como amuleto. Fosse qual fosse a motivação, a palavra de Deus estava se cumprindo.

Sabemos que isso vem acontecendo desde os dias do invento do avião, que podia agilizar viagens mais rápidas de missionários, de pregadores da palavra. Como também, e mais ainda, com o invento do rádio e da TV. Sem que fosse preciso sair do lugar onde se estava a mensagem do evangelho poderia se espalhar com muita ligeireza.
O telégrafo, o correio, quanta coisa, Deus trouxe à existência, para que sua palavra pudesse chegar a todos os lugares com rapidez, ou tem alguém que acha que foi por outro motivo maior que Deus permitiu essas descobertas? Assim, esta profecia começava a se tornar realidade. 
Só que algo com muito maior alcance estava surgindo e que nada, do que mencionamos antes se compara com o que começou a ocorrer nestes tempo com a criação da internet, e os celulares, não é mesmo? Com que velocidade, hoje, em tempo real, podemos escrever mensagens, receber mensagens, ouvir, ver. É como se estivéssemos em todos os lugares ao mesmo tempo. Recebendo e dando informações, as mais variadas no mesmo instante. Dá a impressão que o nosso quintal se encurtou, somos uma aldeia global mesmo.

Assim, de modo incrível, podemos constatar que a palavra de Deus corre, mesmo velozmente. Uau, que coisa, surpreendente!

Só que eu descobri, que há uma maneira ainda mais incrível do que a internet, para que a palavra de Deus possa correr velozmente: Através da oração, a nossa fé nos aproxima e a mão de Deus opera de modo extraordinário, pois ela foi colocada em ação. 

A Bíblia nos dá vários exemplos disso: Uma certa vez um comandante do exército  romano,  chegou para Jesus e lhe disse a respeito do seu servo que era paralítico e sofria terrivelmente. Ele implorava a ajuda do Senhor Jesus, em favor do seu servo, ao que o Senho lhe responde que iria lá na casa dele curá-lo  O homem diz que não era digno de receber Jesus na sua casa. Fala, então, que bastava que Ele desse apenas uma ordem de onde estava e que seu servo seria curado. Então Jesus lhe disse: “Vá, seu servo está curado, como você creu assim acontecerá.” Quando aquele homem chegou em sua casa seu servo estava curado, porque Jesus deu uma ordem e sua palavra correu velozmente. O comandante perguntou a que horas o servo ficou bom, ao ser informado da hora, ficou confirmado que era a mesma de quando Jesus houvera dado a ordem. (Esta história está registrada em Mateus 8: 5-13 e em Lucas 7: 1-10)

Quantas outras histórias bíblicas nos falam sobre Deus enviando suas ordens a pessoas em determinadas situações. Elas aconteciam em tempo real, enquanto alguém intercedia. Como aconteceu enquanto aquele comandante intercedia por seu servo, Jesus enviara sua ordem de cura à terra do corpo daquele paralítico, e ele ficou são.

Numa outra ocasião Pedro estava preso e a igreja orava por ele incessantemente, conforme narrado em Atos 12:5 “Enquanto a igreja intercedia...”, Deus enviava sua ordem à terra daquela prisão, através de um anjo, que quebrou as correntes das suas mãos e o levou para fora da cadeia.

 Se continuarmos a tratar o que está escrito na palavra de Deus, como figura de linguagem perderemos a oportunidade de viver o sobrenatural de Deus. E o que é pior, impediremos que outras pessoas recebam a ordem milagrosa de libertação, de cura, de salvação, da palavra de Deus que corre velozmente.

Podemos até ver a palavra de Deus correndo velozmente pela internet, pelas rodas dos caminhões, pela TV, pelo rádio, isso é surpreendente! Deus, no entanto, nos dias de Jesus, de Paulo, dos primeiros discípulos, fez esta palavra correr de modo sobrenatural. 
Será, no entanto, pela nossa fé em ação, que esta palavra correrá velozmente de dentro de nós para nossa família; para a nossa parentela; para os nossos vizinhos. Até à esquina da nossa casa, no quarteirão, no nosso bairro, nas ruas da cidade por onde nossos pés caminham e, que podem ser formosos, como a Bíblia chama, quando a minha fé operante chega até aos meus amigos até além dos montes, dos mares, até chegar aos confins do mundo. E, como se fosse uma corrente de energia elétrica, vai passando de um para o outro dando luz, porque a palavra que é vida correu veloz e não parou mais...

Temos o hábito de ficar repetindo certos versículos da Bíblia, como chavões, mais parecem frases de efeito apenas. Não temos crido que tudo o que está registrado foi testificado e confirmado em Cristo, por aqueles que eram, exatamente, como nós, a diferença é a de que eles creram e puderam ver a palavra se cumprindo com rapidez e isso a conduziu rapidamente, velozmente e passou de um para o outro. Eles não usaram a desculpa de que não tinham como fazer isso por que não tinham  meios de comunicação de alta tecnologia.

Penso o quanto Deus fica triste, porque temos sido meros espectadores das experiências dos nossos irmãos do passado ou de alguns poucos do nosso tempo, porque ele nos quer a todos, como aqueles que farão o papel do povo que tem a palavra viva na sua boca, porque ela está viva no coração e a farão continuar a correr velozemente por meio de sua pregação, pela fé e oração incessante, contínua.

Então veremos se cumprir esta palavra rapidamente porque ela vai correr, voar velozemente.



 Denise Malafaia


As mais lidas da semana