5. LUGAR DE MULHER É MESMO NA COZINHA?

Você é Virtuosa na Cozinha?

"Mulher virtuosa quem a achará?...É ainda noite,e já se levanta,e dá mantimento à sua casa..." ( Provérbios 1: 10,15)

Estamos começando aqui uma série de postagem sobre este universo fantástico da cozinha...mas será que o lugar da mulher é mesmo pilotando um fogão e na...cozinha? 
"Existem muito mais homens cheff de cozinha, mas existem muito mais mulheres que cozinham bem do que homens.
Cozinheiros reconhecidos normalmente são homens, a maioria dos restaurantes de cozinha alto nível possuem um cheff homem. Porém, todos nós ao pensar em alguma comida gostosa, lembramos primeiro da cozinha que a mamãe preparava todo dia, e elas sabem o ponto certo dos pratos em que são especialistas?
Culturalmente homens e mulheres na cozinha traçam caminhos diferentes. A mulher, principalmente em um passado recente, hoje menos, tinha a obrigação de aprender a cozinhar desde cedo para agradar ao futuro marido. Vigorava a velha máxima, que homem se agarra pelo estômago.
Já homens, normalmente, começam a cozinhar por curiosidade, acabam gostando.Vão aprendendo mais e mais,e pouco a pouco os prazeres da culinária, vai fazendo parte do seu universo,até mesmo passa a ser o seu hobbie preferido.
Quando um homem entra na cozinha, é porque gosta, e é sabido que quando fazemos algo que gostamos, a tendência é um trabalho mais minucioso, atento aos detalhes, mais bem executado.
Mulheres cozinham muito, e algumas como alguns homens, cozinham muito bem e com prazer.
Hoje,muito mais do que no meu tempo, ou mais ainda no tempo da minha mãe, as mulheres estão cada vez mais longe do fogão, e da culinária."
Para muitas,e é um pouco assim mesmo, a cozinha é uma espécie de escravidão.
Mas será que para se ser uma mulher completa, no sentido da visão da virtuosidade, temos que ser aquela mulher que domina este universo? 
Qual a visão bíblica para esta indagação? Quando na descrição da mulher virtuosa por Salomão, o fato desta mulher se levantar cedo e dar mantimento à sua família, significa que era ela quem cozinhava,ou só ela
cozinhava?
Não estou me propondo a dizer o que penso. Estou querendo ouvir opiniões.
Mas,enquanto estas opiniões não chegam...que tal conhecermos algumas receitinhas práticas e gostosas para compartilharmos aqui.
Eu, particularmente, gosto muito de cozinhar e, até, de reinventar algumas coisinhas no universo da culinária. Se tem um lugar, que me sinto bem é pilotando um fogão quando não estou escrevendo, ou ministrando a palavra...
Então,vem comigo nesta aventura...que tal,você compartilhar conosco o que você sabe a esse respeito?Filha de Sara é uma mulher cheia de surpresas, teve seu nome mudado. E é capaz de surpreender em todas as áreas.
Sara, por exemplo, costumava cozinhar. Pelo menos está registrado que ela fazia um prato especial: pão assado ao borralho(Gênesis 18:6)O texto,mostra também, que Abraão entendia de cozinhar, pois ele diz à ela,a medida certa para fazer o pão: três medidas de farinha; outra coisa que aparece narrado aqui no mesmo texto, é que o servo é quem foi preparar o novilho tenro,com certeza,assado, que o próprio Abraão pegou dentre o gado(Gênesis 18: 7)Mostrando que todos trabalhavam em conjunto...Que tal trabalharmos juntos?

Estarei esperando as receitas, dicas... ou o que você quiser compartilhar, e assim fazer parte desta série: Lugar de mulher é na cozinha mesmo? 

Bjs e paz em Cristo!

Denise Malafaia
____________________________________________________________________________________________

Marinheiro de 1ª viagem...

  1. "E tudo o que fizerdes, seja em palavras, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai." (Colossenses 3:17)


    Bem, quando me casei não entendia nada de cozinha.
     Me lembro que quando usei pela primeira vez a panela de pressão e começou a fazer o barulho da pressão, eu sai correndo de casa com medo de que fosse explodir. 
    Não sabia fazer absolutamente nada, mas eu como tenho um lado que gosta de agradar todos os que estão ao meu redor, seja filhos, marido, amigos, aprendi a cozinhar. 
    Gosto mais de fazer sobremesas, mas também cozinho bem os pratos salgados. 
    Aqui nos Estados Unidos encontrei muitas mulheres que nunca fizeram um arroz sequer. 
    O fogão aqui na maioria das casas americanas só é usado nas festas: Natal, dia de Ação de Graças, no 4 de julho, que é dia da Independência. No restante do ano, tiramos a poeira do fogão, mas penso que uma mulher completa deve saber cozinhar, não por escravidão, mas por prazer de fazer pra sua família o melhor possível, assim como devemos dar pra Deus o nosso melhor, a nossa família também merece o melhor de nós. 
    Sei que nos dias de hoje é um pouco difícil porque a mulher entrou no mercado de trabalho, e em muitas famílias ela é responsável de suprir o papel do pai. 
    Eu trabalhei toda a minha vida em que meus filhos eram pequenos, por pouco tempo tive ajuda de uma senhora que me ajudava, mas sempre cozinhei. Tinha prazer de fazer pra agradá-los. 
    Sei que muitas vezes não me sentia valorizada por todo o meu esforço, mas mesmo assim fazia e continuo fazendo. O importante é que Deus conhece o nosso coração e sabe que tudo o que fazemos, fazemos para honra e gloria do nome Dele, isto inclui cozinhar.

    Beijos 

                           (E-mail enviado por Jodilma Lamb,seguidora deste blog)

    Agradecemos a nossa querida amiga de tanto tempo: Jodilma, ou simplesmente Jo!

Sustento para dias de escassez...



"Filho do homem eis que eu trarei o sustento de pão em Jerusalém...porque lhes faltará o pão e a água..."(Ezequiel 4;16, 17)


  1. Olá, querido e querida que tem acompanhado esta série! 

    E ai, o que vocês têm a dizer sobre a questão que temos levantado aqui, lugar de mulher é mesmo na cozinha? 


    Hoje eu fiquei chocada com um das minhas irmãs que estando ao volante do seu carro, e ela é muito boa motorista e é profissional, porque dirige um transporte escolar, quando se deparou com um carro na frente do seu, fazendo uma tremenda barbeiragem. Então ela viu que quem dirigia o tal carro, era um mulher. Minha irmã então exclamou: "Ai, minha filha, vai pra cozinha que lá é seu lugar!" Na mesma hora chamei a atenção dela dizendo: É... uma mulher fazendo uma observação dessa para outra mulher, hein! Ao que ela interveio: "Cada um tem uma vocação, ela tem que achar a dela, porque dirigir não é a sua praia." 

    Pode ser que ela até tenha razão...mas o que você acha, continuo a indagar?
    Sabemos que muitas mulheres não sabem cozinhar e outras tantas não gostam de fazê-lo. Então, nem sempre o lugar de mulher é na cozinha. Embora que de acordo com a tradição das diversas sociedades, a mulher tem a responsabilidade de cuidar dessa parte. Sendo sim ou não a nossa resposta, uma coisa temos que admitir, quando a mulher quer, ela sabe fazer tudo com muito critério, detalhe e com qualidade. 

    Uma coisa eu sei, comer é uma coisa muito boa e, principalmente quando a comida está gostosa, hem...hummmmm! 
    Não precisa ser uma comida muito cheia de detalhes, nem um prato sofisticado, mas uma batatinha frita com um bife acebolado bem feito, quem resisti e quem não elogia a cozinheira, ou o cozinheiro, não é mesmo?  
    Eu, particularmente, amo cozinhar e amo ver as pessoas satisfeitas ao comerem uma comidinha que eu tenha feito, e elogiando, é claro!
    Bem, voltando ao que fizemos até agora nesta série... Quero compartilhar mais algumas coisas que a Bíblia, que é o livro mais lido de todos os tempos, fala sobre alguns pratos de comida e de como esse assunto é articulado naquela que para mim é a palavra de Deus. 

    Podemos dizer que Deus como sempre, está interessado em tudo o que seria bom para aquele que Ele criou, o ser humano. 
    Assim a comida, era algo que fazia parte da vida dos personagens bíblicos e estavam relacionados até, muitas vezes, a verdades espirituais. 
    Fui atrás de outras opiniões e de mais informações sobre isso e, achei mais um vez o texto do mesmo jornalista da outra postagem. Que fala mais sobre o livro: A Bíblia pelas portas da cozinha de Paulo Roberto Farias; que apresenta, muito dessa ideia que tenho apresentado aqui nessa série.
    Estou ansiosa para ver e ler este livro! 

    Ah, e vocês não sabem da melhor...o autor postou um comentário na postagem anterior, dizendo que vai me enviar o livro dele, isso não é muito bom, gente?
    Leiam com atenção: 


     "...Mergulhado no universo sagrado, o teólogo – e apaixonado por culinária – Paulo Roberto Faria estudou ingredientes e temperos da época.. Com pães, lentilhas, carnes, ervas e frutas é possível fazer de cozidos a sobremesas, passando por patês e saladas. “A Bíblia não é um compêndio de gastronomia.(...)
    Isso porque a grande maioria das referências da sagrada escritura ao alimento não vem acompanhada da receita. A mais especificada, entretanto, está no livro de Ezequiel (capítulo 4, versículo 9). “E tu toma o trigo, e cevada, e favas, lentilhas, e milho moído, e mete-os num vaso e faze deles o pão.” Segundo o autor, a Bíblia nada mais fez que ensinar a fazer uma broa de fubá. Outra receita que atravessou milênios foi a do pão.
    Durante o trabalho de preparação do livro, entre leitura atenta da Bíblia e pesquisa de ingredientes, Faria embarcou para a região onde se passou a maior parte das histórias sagradas: Israel e Egito. “Quando um assunto interessa, a gente vai pesquisar in loco. Nos países árabes, em Israel, por exemplo, o café da manhã ainda é acompanhado de coalhada, mel, e o pão”, conta.(...)

    Festas, banquetes, temperos e ingredientes. Os textos sagrados são recheados de passagens que indicam o modo de alimentação do povo antigo."

    (Texto escrito por Fábio Luporini no Jornal de Londrina de 22/10/2010)

    No texto mencionado na abertura desta postagem, fala de um tempo de muita dificuldade entre os judeus, chamado de povo de Deus. O Senhor os avisa do que aconteceria. Mesmo que tenham sido eles próprios os causadores de tal situação devido a desobediência constante a Deus. Havia aqueles que, estavam no meio porque eram do povo,  mas não tinham se corrompido. Eles eram minoria, "os sete mil remanescentes", só que sofreriam as mesmas coisas. Os mesmos tempos difíceis. 
    No entanto, o Senhor lhes diz que os sustentaria, ainda que fosse com pouco, mas eles teriam a provisão necessária para passarem por aquele cerco das nações inimigas que viriam contra Jerusalém.
    Nunca se esqueça podemos experimentar tempos difíceis na nossa vida. Mas se nossa confiança estiver no Senhor e estivermos firmados em sua palavra, ele proverá o nosso sustento em todo o tempo e lugar. O salmista declara que: "Fui moço e agora sou velho,  porém nunca  vi o justo padecer necessidade e nem a sua descendência a mendigar o pão." Salmos 37: 25)
    Nessa hora, até cozinheiras de mãos cheias o Senhor mandará...rsrsrs
    Que seja o Senhor e a sua palavra, o nosso alimento diário para alimentar nossa fé tão necessário para o nosso espírito, quanto o pão para o corpo.
    Deus é  Jeová Jirê, o Deus da provisão. Ele sempre providenciará o que precisamos para os dias de escassez, creia!

    E ai, estão gostando desta série? Outro dia voltaremos com mais curiosidades sobre este tema...Lugar de mulher é... mesmo na cozinha? Ou algum relacionado com aspectos diferentes da culinária a ser explorado, ok?


    Beijos e paz!

  2.          O alimento preferido de Jesus: Pão.





      "Enquanto comiam tomou Jesus o pão, e abençoando-o, o partiu,  e o deu aos discípulos, dizendo: Tomai, comei..." (Mateus 26:26)



    Nesta série: lugar de mulher é...mesmo na cozinha? É uma questão que não tenho como pretensão, equacioná-la. Até porque o que queria era levantar um tema assim tão as vezes comentado, mas sem que este seja um fim em si mesmo.
     Como nosso blog apresenta a mulher cristã como filha de Sara, algo do universo feminino seria um assunto interessante... algo que parece tão superficial, mas que poderia ser trazido como uma desculpa para irmos um pouco mais profundo nas verdades bíblicas.
    Como vocês têm visto aqui, tenho procurado muito mais ligar este tema de culinária às experiências bíblicas. Onde personagens e os fatos com eles relacionados mostram receitas com mensagens profundas sobre Deus e seu reino. 
    Vale a pena ressaltar que nos dois casos, percebemos o envolvimento maior do homem na cozinha do que a mulher, vocês notaram? No primeiro caso vimos que Sara prepara o prato, mas quem deu as orientações foi Abraão, isso no primeiro prato, mas logo após quem parte para cozinhar é o criado, que seja bem notado, do sexo masculino. 
    No segunda postagem, em que apresento a história do que acontece entre Esaú e Jacó, quem preparou o prato foi Jacó. 
    Assim, temos uma maioria de homens na cozinha bíblica, preparando uma receita.
    Só estou dizendo isso para justificar o tema desta série.
    Vamos continuar nesta série, tentando sempre trazer coisas interessantes sobre o tema, ou sobre coisas ligadas ao mesmo, ok?

    Jesus tinha sempre o cuidado com a alimentação dos que o seguiam. Temos mesmo que aprender com o Mestre dos mestres. O prato preferido dele era o pão. Este é o alimento que não pode faltar na mesa de quase todas as culturas, você sabia?
    Gente, eu encontrei este texto na internet e estou transcrevendo-o, leiam: 

     "Tomai, comei e bebei

    Teólogo Paulo Roberto Faria está lançando o livro A Bíblia pela porta da cozinha, com receitas extraídas do livro sagrado
    22/10/2010 | 00:00 Fábio Luporini

    Embora a Bíblia não seja um livro de receitas, é possível retirar dos textos sagrados riquezas da culinária oriental. A maioria delas está no Antigo Testamento e fez parte da dieta de grandes personagens bíblicos, como Moisés, Davi, Salomão, entre outros profetas, a exemplo de Ezequiel, Samuel e Isaías. O próprio Jesus utilizou os alimentos para ensinar seus discípulos e conquistar a adesão do povo, como na passagem que em que multiplicou pães e peixes para alimentar a multidão.
    Foi o Cristo quem protagonizou uma das cenas mais reproduzidas em pinturas e esculturas nos séculos seguintes. Convidou os amigos para um banquete e, durante a Santa Ceia, disse uma de suas frases mais célebres: “Tomai, comei. (...)
    Com pães, lentilhas, carnes, ervas e frutas é possível fazer de cozidos a sobremesas, passando por patês e saladas. São pouco mais de 80 diferentes pratos, alguns testados até 20 vezes. Além da pesquisa, o trabalho de elaborar receitas exigiu um toque de interpretação. “A Bíblia não é um compêndio de gastronomia. Tive que adaptar à nossa realidade as receitas, os ingredientes e as medidas”, explica.
    Isso porque a grande maioria das referências da sagrada escritura ao alimento não vem acompanhada da receita. A mais especificada, entretanto, está no livro de Ezequiel (capítulo 4, versículo 9). “E tu toma o trigo, e cevada, e favas, lentilhas, e milho moído, e mete-os num vaso e faze deles o pão.” Segundo o autor, a Bíblia nada mais fez que ensinar a fazer uma broa de fubá. Outra receita que atravessou milênios foi a do pão.
    Durante o trabalho de preparação do livro, entre leitura atenta da Bíblia e pesquisa de ingredientes, Faria embarcou para a região onde se passou a maior parte das histórias sagradas: Israel e Egito. “Quando um assunto interessa, a gente vai pesquisar in loco. Nos países árabes, em Israel, por exemplo, o café da manhã ainda é acompanhado de coalhada, mel, e o pão”, conta.
    Bastam água, farinha, azeite de oliva, uma colher de sal e outra de açúcar para preparar o alimento coadjuvante em diversas passagens bíblicas, tanto do Antigo quanto do Novo Testamento: o pão asmo. Na ocasião da Santa Ceia, Cristo distribuiu o pão entre os discípulos, simbolizando o próprio corpo, que seria crucificado(...)"

    (Artigo transcrito do Jornal de Londrina) 

    Achei interessante este artigo que fala de um livro escrito sobre a culinária bíblica...
    Só para vocês saberem.
    Vou ver se adquiro este livro...Será que ele fala alguma coisa sobre quem mais ia para a cozinha nos tempos bíblicos, se era a mulher ou o homem, hem?


    Bjs e a paz de Jesus Cristo para vocês queridas e queridos leitores!
  3. ____________________________________________________

                    Uma troca...no mínimo bizarra



  4. " Certa vez Jacó preparava um ensopado, Esaú chegou faminto do campo, e pediu-lhe: Dá-me um pouco desse ensopado, pois estou faminto! Jacó respondeu: Venda-me primeiro o seu direito de irmão mais velho. Disse Esaú: Estou quase morrendo. De que me vale esse direito?...Então Jacó serviu a Esaú pão com ensoado de lentilhas. Ele comeu e bebeu, levantou-se e se foi. Assim Esaú desprezou o seu direito de filho mais velho."" (Gênesis 25: 29-34)

    Oi, pessoal!

    Enquanto vocês não se decidem a participar... vou trazendo dicas e receitas e outras idéias para dar vida a este assunto, que faz tanta mulher, sem ter saída, se pensar que lugar de mulher é mesmo,  e só, na cozinha, pilotando fogão, como alguns engraçadinhos falam, né?.
    As vezes faltam ideias, na hora de preparar algo rápido, econômico e  gostoso, não é mesmo?
    Bem, eu não costumo ter falta de ideias culinárias de comida rápida, nutritiva, gostosa e barata, porque adoro inventar história na cozinha. Minha filha caçula, costuma dizer que, de um ovo, água e farinha faço um banquete, Assim, se fosse só essa a minha intenção ficava mais fácil...O que desejo mesmo, é  continuar trazendo das páginas da bíblia este assunto com o ingrediente da fé, com pontos que se podem até debater a partir de um prato de comida, como falamos no caso do pão assado ao borralho que foi servido aos anjos por Abraão e, que sua esposa Sara, só fazia receber as instruções sobre o cardápio. 

     E nesse mesmo texto há outros tipos de pratos que foram oferecidos aos hóspedes angelicais de Abraão.
    Neste texto aprendemos, também, a cerca da hospitalidade, e de como alguém que conhece a Deus deve praticar... o que depois é interpretado pelo autor de Hebreus que diz que muitas vezes sem saber hospedamos anjos.
    Hoje quero ir até à casa do filho da promessa de Abraão, o Isaque.
    Onde aconteceu uma troca, no mínimo bizarra, a troca de uma benção, chamada de primogenitura, por um prato de lentilhas. Algo que todo o filho  de uma família de hebreus, gostaria de ter, o  direito da primogenitura, mas que como o nome diz, era para os primogênitos de cada família.
    Com isso Esaú deixou de receber a benção que era um direito seu por um prato de comidas, que era tão comum, não tinha nada de especial, e mesmo que tivesse, nada poderia substituir algo de tamanho valor, não é mesmo? Depois ele ficou bravo com o desenrolar da história da sua vida cujo o fim foi escrita por ele mesmo, por causa da sua escolha.
    Quantos de nós tem agido igual. Temos trocado a benção da vida com Deus, pela maldição sem ele. É bom lembrarmos que quem escolhe somos nós mesmos, assim como fez Esaú.
    Temos tido fome de que? Se tivermos fome e sede de justiça, cumpriremos o que a palavra determina para que façamos. Se tivermos fome e sede de justiça nossa comida será cumprir  a vontade de Deus.
    Certamente nossa felicidade só depende de nós, das nossas renuncias  e escolhas
    Jesus disse: "A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou e concluir a sua obra." (João 4:34)
    Já pensou se Jesus tivesse escolhido comer o prato de lentilhas que o diabo lhe ofereceu no deserto, porque tinha fome, hem! O que teria sido feito de nossa vida, estaríamos perdidos, debaixo de maldição.
    Ainda bem que optou por continuar debaixo da benção da sua primogenitura, mas vale a pena lembrar que do Pai eterno ele não era o primogênito não, mas unigênito. Ele se tornou primogênito porque escolheu não comer a comida oferecida por satanás, por obedecer ao Pai e por amor a nós. Para que nós fôssemos seus irmãos.
    O que a fome faz, não é mesmo, será?
    Vale  a pena pensar sobre isso...


    Denise Malafaia Cerqueira
    _____________________________________________________________

    Fazendo o bem em casa...

     



  5. 1ª Olá, queridas e queridos, amigos!

    "E não nos cansemos de fazer o bem, pois a seu tempo ceifaremos se não houvermos desfalecido." (Gálatas 6:9)

    Falei que estaremos apresentando aqui nesta nova série, algumas dicas, receitas, sugestões...quero compartilhar com vocês e desejo que vocês, também, compartilhem comigo, assim como fez a Jodilma do Texas(EUA). 
    Não se esqueça, juntas podemos fazer melhor. Por isso, este espaço não é só meu, mas de todos os que quiserem.
    Então, alguém já tem uma ideia do que venha a ser este tipo de pão, cuja receita Abraão pede a Sara que faça para dar aos visitantes,tão ilustres, que segundo a bíblia,em Gênesis 18: 1-3, ali estavam dois anjos e o Senhor? Interessante...anjos e o Senhor, comem comida como nós? 
    Pesquisando neste universo incrível da internet, achei num site uma receita de pão assado ao borralho. No site mencionado, só achei os ingredientes:farinha de trigo, ovos, leite, sal, alho e fermento. Esta receita é de um pão que é muito usado por tropeiros na região de Goiás. 
    Não sabemos ainda, exatamente, o que é o pão assado ao borralho, mencionado pelo autor de Gênesis...mas, fico pensando naquele pão borrado na manteiga ou azeite e alho que costuma-se assar na brasa quando fazemos churrasco, que é muito gostoso,hum!!!
    Enquanto isso, estou aguardando sua sugestão ou o resultado de sua pesquisa,a respeito do tal pão que Abraão ofereceu aos seus visitantes, ok? Uma coisa constatamos, Abraão tinha o dom da hospitalidade, tão escassa nos nossos dias.

    Hoje, quero compartilhar com vocês uma ideia para reaproveitamento de alimentos que costumo fazer já há algum tempo.
    Anote ai...

    Atenção: Não jogue mais as cascas fora!!!!!

    Creme ou caldo de casca de legumes, verduras e hortaliças:

    1º Você vai precisar armazenar em saco plástico ou vasilha plástica com tampa, cascas de legumes(todos), verdura(todos)e hortaliças (todos), no congelador até ter quantia suficiente, comece hoje mesmo e dai pra frente você terá, cascas suficiente para fazer o cremo ou caldo(é claro, que se você tiver cascas suficiente, porque fez muitos legumes num dia só de almoço ou jantar, sua quantia já estará no ideal pra fazer o creme; então, poderá fazer no mesmo dia, sem que seja preciso guardá-lo no congelador)

    2º Tendo já uma quantia de cascas suficiente, de acordo com a porção de creme que quer fazer, leve ao fogo para ferver. Deixe ferve até que as cascas fiquem cozidas;

    3º Bata tudo no liquidificador, até que fique bem triturado(ao bater as cascas cozidas, você pode bater junto, uns dois tomates e duas cebolas cruas, e alguma hortaliza crua de sua preferência, para dar um gosto melhor como se fosse o tempero)
    Peneire e reserve;

    4º Numa panela, doure a quantidade de alho que você desejar, ou se não gostar de alho, pode usar caldo de carne, galinha, bacon, de sua preferência (ou se desejar utilizar algum tipo de sobra de carne para dar um sabor a mais), faça, então, um refogado bem gostoso;

    5º Caso você tenha sobras de carne, frango, bacon ou linguiça, poderá utilizar em pedaços bem pequenos. Então acrescente ao refogado;

    6º Junte o caldo peneirado, (se desejar como caldo pode ficar como está; se você quiser um creme, acrescente duas colheres de farinha de trigo). Poderá também, se desejar engrossar naturalmente, acrescentar dois aipins cozido e batido no liquidificador. 
    Depois é só regar com azeite e servir com pão "ao borralho", cortado em pequenos quadrados e pedaços de queijo à gosto;

    Então, é só comer e se deliciar...

    Gostaram? Esta é uma receita nutritiva e de exemplo perfeito de reaproveitamento de alimentos. Não se esqueça que o maior valor nutritivo dos alimentos como, legumes, verduras está na sua casca ou no talo como é o caso das hortaliças. Ninguém precisa ser desnutrido. Deus nos deu tudo o que precisamos para ter uma boa alimentação mesmo quando não há muito recurso financeiro.
    Nós como pessoas que nascemos de novo, precisamos exercer a mordomia em tudo o que Deus nos deu.
    Na Bíblia, que é a palavra de Deus, encontramos tudo o que precisamos para viver bem e cumprir todo o propósito dele, para que seu nome seja glorificado.
    Muitas mulheres me dizem que não gostam de cozinhar e que não vêm isso como algo que a mulher seja obrigada a fazer. Eu, até, concordo com isso, não que sejamos obrigadas a fazer, mas a bíblia, como falei na 1ª postagem em que apresentei esta nova série, não diz categoricamente que a mulher virtuosa tem que saber cozinhar, ou que tem que fazê-lo; mas uma coisa fica claro, a mulher que Deus projetou é aquela que sabe organizar tudo em sua casa, cuida de todos os detalhes para o bem estar da família e "não come o pão da preguiça". Diz ainda que, é sábia e não teme o dia de amanhã. Eu entendo neste texto que, precisamos ser mulheres que não desperdiçam; e saber como nos virar quando os recursos forem poucos. 
    Assim, nada melhor do que umas receitinhas como a que acabei de passar, não é mesmo?
    Que o Senhor nos ajude a fazer o melhor para os que nos rodeiam, pensando que estamos fazendo como se fosse para Ele mesmo.
    Uma característica da mulher virtuosa é:"Ela lhe faz bem e não mal, todos os dias da sua vida."
    Servir é muito bom... e servir a anjos e ao próprio Senhor, é melhor ainda, hem! Então, servir à nossa família estaremos como que servindo a anjos e ao próprio Deus da nossa vida.



    Uma dica legal!

    Suco para quem está com baixa imunidade:
      *Um cacho de uva vinho ou um copo de suco de uva
      * Uma xícara de uvas passas sem caroço
      * Uma xícara de inhame cozido
    Bata tudo no liquidificador e ai é só experimentar que delícia!






    Bjs e paz no coração de vocês!

As mais lidas da semana