2. QUEM SOMOS: UMA VISÃO BÍBLICA


"...como fazia Sara...da qual vos tornastes filhas, praticando o bem e não temendo perturbação alguma."(1ª Pedro 3:6)

Sara, mulher de Abraão, foi apresentada juntamente com seu marido na galeria dos heróis da fé, em Hebreus 11:11:"Pela fé a própria Sara recebeu poder para ser mãe, não obstante o avançado de sua idade, pois teve por fiel aquele que lhe havia feito a promessa." Deus tem nos dado suas promessas, que são promessas grandes e tremendas.Tudo em Deus é grande. Suas promessas saltam aos olhos humanos, por isso parecem inatingíveis: "Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam." (1ª Coríntios 2:9) O que ele projetou para fazer em nós e através de nós são coisas surpreendentes! Exatamente o que Ele prometeu dar e fazer à Abraão e Sara. Era algo tão grande que seus nomes originais não poderiam conter toda essa tal grandeza! Ai o Senhor fez o que ele sabe fazer como ninguém, mudança radical,transformou-os de pais sem filhos e sem possibilidades de tê-los, em pais de uma grande nação. A condição era, obedecer submetendo-se à Sua palavra. Eles passaram a conhecer o Deus que os havia chamado e a vida de obediência fluiu, e os levou ao cumprimento da promessa do Senhor em sua plenitude. A vida da mulher Sara foi plena, mesmo aos 90 anos de idade.
Quero convidar você mulher cristã, para experimentar o que Sara, nossa mãe, experimentou. Vida de mudança radical e de realização. Venha viver plenamente como mulher ! Eu te convido e te desafio a conhecer o Deus de Sara, que opera no impossível! Você nunca mais será a mesma.
Abençôo você em nome de Jesus, descendente de Sara.






_______________________________________________________________


Ser Filha de Sara, o que é? 


"Como Sara obedecia a Abraão, chamando-lhe senhor; da qual vós sois filhas, praticando o bem, e não temendo nenhuma perturbação.” (1ª Pedro 3:6) 


Filhas de Sara não é mais um ministério para mulheres, mas um princípio bíblico para que a mulher viva plenamente os propósitos de Deus para ela.
Uma filha de Sara é como sua mãe, temos aprendido a praticar a palavra que é o nosso único bem, nosso tesouro, assim temos aprendido a viver pela fé, pela oração, e como resultado não temer nenhuma perturbação. Sara foi a única mulher mencionada pelo nome ao lado do seu marido na galeria dos heróis da fé. Depois de muitas experiências amargas ela tomou posição na palavra e passou a viver da maneira de Deus, pela fé. Pela palavra podemos ver nossa história tomar novo e feliz rumo. Por isso, nós também, decidimos, a viver pela palavra, pela fé.
Somos intercessoras do homem para que ele possa viver plenamente como cabeça na nossa sociedade, não só como esposo, mas em todas as outras funções, assim como Cristo é o cabeça da totalidade da igreja. Então criamos a rede mundial mulheres de oração, (REMMO). Por esta rede nos unimos para em comunhão, clamarmos, pelos homens que nos rodeiam, como marido, filhos, pai, irmãos, avô, sobrinhos, cunhados, tios, primos, irmãos na fé. Como também, pelos homens em geral. Através deste instrumento, oramos umas pelas outras e por pedidos que nos chegam de tantas partes.
Mulheres de joelho e com a palavra no coração, homens de pé (paráfrase do ministério Débora); Homens de pé, mulheres,  filhos, famílias de pé.  
As famílias serão alcançadas, transformadas, edificadas, viverão a vida que Cristo veio dar, vida abundante; e as nações se prostrarão aos pés do Senhor.
Ser filha de Sara é fundamento para que tenhamos a marca de mulher que pertence ao Deus vivo, é uma característica que podemos observar bem definida: “Como Sara...da qual sois filhas”, segundo o que diz Pedro, está no nosso DNA espiritual,  não precisaremos de mais nada para sermos mulheres curadas, renovadas, transformadas, realizadas, felizes. Assim, ser filha de Sara não é uma questão de escolha ministerial, opção de serviço na igreja, mas vontade de Deus, visão intrínseca para a mulher no reino
Já é mais do que tempo de pararmos de assimilar o que dizem as diversas vozes do mundo, sistema de Satanás, que vêm da mídia, das ciências, da cultura, da religião, que resultam em achismos. Nós não podemos continuar vivendo do que vemos como aconteceu com Sarai, antes de ter uma experiência real com Deus e com a palavra de Deus; antes de conhecer a “palavra com espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento dele”, como diz Paulo em Efésios 1:17. Precisamos andar por fé.
 Ao lermos 1ª Pedro 3: 1-6, foi isso que entendemos movidas por este espírito de sabedoria e revelação, nesta palavra.
Temos visto em nós o agir de Deus no cumprimento desta sua palavra que é verdade absoluta, porque Ele só tem compromisso com ela. Nós decidimos vivê-la.
O tempo urge, não podemos parar, muito menos retroceder. Temos que recuperar o tempo perdido e nos desintoxicar de tudo o que comemos, de tudo o que bebemos em todos esses séculos de cristianismo deturpado pela religiosidade, pela tradição dos homens.
Chega de mulheres frustradas, deprimidas, infelizes, carentes, precisamos assumir o nosso verdadeiro papel projetado por Deus antes da fundação dos séculos.
Só precisamos voltar para as Escrituras.
Sejam abençoados em nome de Jesus Cristo.
Obrigada por ler esta mensagem, no amor de Cristo.
Graça e paz!


 Denise Malafaia Cerqueira 


___________________________________________________

Filhas de Sara, um projeto de Deus

 

"Como fazia Sara...de quem sois filhas..."
Amadas! 

Filhas de Sara,  não é um projeto de alguém específico. Ele nasceu no coração de Deus. 
Não é mais um ministério de mulheres em meio a tantos outros, mas a proposta é totalmente radical, voltarmos à palavra de modo total, sem misturas com qualquer ciência ou ponto de vista humano ou moderno. Precisamos crer, definitivamente, que a solução de tudo em nossa vida está incondicionalmente em obedecermos à palavra de Deus e o Deus da palavra, onde mulher é submissa, é figura da Igreja e ponto final; homem é o cabeça, provedor e a figura de Cristo na vida das mulheres, mesmo que ainda não tenham se casado, ou sejam viúvas. 
Deus disse através do profeta Oseias: "O meu povo está sendo destruído porque lhe falta conhecimento..." e Daniel mostra a mesma coisa ao contrário: "O povo que conhece seu Deus se tornará forte e ativo.”.
Temos recebido do Espírito algum entendimento a respeito destas coisas, em meio a crises no meu casamento que tem feito toda a diferença na minha caminhada cristã, junto ao meu marido, filhos e discípulos. 
Isso tem compungido o nosso coração de tal maneira, que recebemos do Senhor esta missão de compartilhar com mulheres do mundo todo.
Isso é muito mais do que aprender a encarar crises no casamento ou na família, dessa ou daquela maneira, com fórmulas superficiais, como se essas coisa fossem tão simples e superficiais assim.
Por isso temos visto famílias completamente desintegradas, desestruturadas. 
A maioria acabando em divórcio, em novos casamentos onde nada se resolve, onde se renovam outras crises e o ciclo continua, agora, com a soma de outras experiências. São vidas marcadas, cicatrizes que nunca são curadas, algo que mexe com as estruturas de vidas inteiras, famílias inteiras. Este é o retrato da obra de satanás:"...roubar, matar e destruir."
Sendo assim, queremos convidar você a se juntar a nós nesta caminhada em defesa de cumprirmos aquilo que Deus projetou para nós mulheres. Isso, com certeza vai afetar de maneira tremenda e total, a nossa família, e todas as famílias de cristãos, então tocaremos corações de mulheres sem Cristo, pois elas verão que não tem TPM, não tem crise, não tem fragilidade feminina, não tem nada que nos abale, pois seremos não apenas ouvintes da palavra, mas cumpridoras dela.
Sara, mulher de Abraão, da qual Pedro disse: "vos tornastes filhas", foi a única mulher mencionada na galeria de heróis da fé, esposa de um personagem bíblico de tamanha dimensão, mulher que: "...praticou o bem, não temendo perturbação alguma." Que bem há maior do que a palavra de Deus? Sara praticou a palavra, e não caridade. Este é o nosso único bem, a palavra, que é o mesmo que Jesus, se por ela vivermos, por ela seremos justificadas e então, nossa vida será de constante vitória. Pois temos a certeza, que em Cristo, temos os tesouros insondáveis de Deus, que foram por Ele e nEle, dado a cada uma de nós.
Tomara que o meu nome e o seu sejam acrescentados a essa galeria, onde está o nome da nossa mãe Sara.
 Então, mãos a obra!
Em Cristo!
________________________________________________________________________________
  1. Dá-me filhas de Sara, senão, morrerei!

    "Vendo Raquel que não dava filhos á Jacó...disse a Jacó: "Dá-me filhos, senão morrerei."

    ( Gênesis 30:1)


    O Espírito trouxe ao meu coração um sonho, de que nasceria do coração do Pai, um filho. Sobre o qual eu não sabia muita coisa, alguns anos se passaram para que este filho fosse gerado...
    Nascimento se dá assim mesmo, o nascimento de uma criança, por exemplo, "é precedido de meses de esforço, em que a mãe carrega seu peso e pelo penoso trabalho de parto." Quem já teve um filho sabe do que estou dizendo. Mesmo tendo um tempo certo para  a espera até que nasça o bebê, os dois últimos meses, parecem interminávéis..."
    O nascimento de um filho espiritual também é assim. 
    Jesus orou por sua igreja, mas, depois, para que ela nascesse, ele teve de entregar a própria vida. 
    Paulo, também orava "noite e dia, com máximo empenho" pela igreja, mas não só isso, ele sofreu o trabalho de parto em relação a pecadores. Ele não diz apenas que orou por eles, mas dá a entender que sofreu a dor do parto por eles."
    "Se o número de nascimentos físicos fosse igual ao dos espirituais, a raça humana estaria quase extinta...a mulher que aguarda o nascimento de um filho se cansa mais à medida que o dia se aproxima, e muitas vezes passa noites em claro e derrama lágrimas."(todas as palavras entre aspas são de autoria de Leonard Ravenhill, no seu livro: Porque tarda o pleno avivamento?)
    Então, eu diria, que foi mais ou menos assim que nasceu, no tempo de Deus, o Filhas de Sara que Ele colocou no meu coração, lugar onde foi gerado este projeto de Deus. 
    As pessoas que conhecem em que circunstância, recebi do Pai a ordem para iniciar o projeto dele, embora me conheçam e saibam que eu não desisto dos sonhos que Deus coloca no meu coração, talvez como eu mesmo, não entendiam como seria isso. Os "sinais"eram péssimos...
    Pela boca de Pedro, foi que pela 1ª vez, ouvi falar deste propósito do Senhor: "Como Sara...da qual vos tornastes filhas, praticando o bem e não temendo perturbação alguma." Mesmo em meio a aflições, vislumbrei este filho, que foi gerado pelo Pai em meu coração; foi com muitas dores que gerei e estou gerando filhas. Mas a palavra e a vontade de Deus, precisavam se tornar realidade. 
    Ele deu à igreja, o poder de gerar filhos espirituais para Ele mesmo. Sua palavra só é cumprida se a igreja o fizer. Ele não tem outro meio para fazê-lo; temos visto muita negligência do povo de Deus. Ele aguarda nossa obediência como Pai que já deu todas as instruções à sua igreja de como gerar filhos.
    Passei dias e noites me derramando na presença do Pai. Precisava saber precisamente como tudo aconteceria e se realmente era plano dEle ou se era meu plano, coisas da minha mente. Então entendi, mais uma vez,  que gerar filhos, é como numa lavoura, alguém tem que semear, mas quem dá o crescimento são os fatores da natureza que interferem no solo, e no nosso caso, Deus. É exatamente, isso que a palavra nos diz, sobre gerar filhos espirituais, através de Paulo: "Eu plantei, Apolo regou, mas quem dá o crescimento é Deus." (1ª Coríntios 3:6)
    Então, hoje, vejo a testificação do alto, muitas mulheres de muitos lugares, não apenas de Sergipe, se juntando a nós com esta visão, como um todo. Mulheres que enfrentavam problemas conjugais, problemas profissionais, problemas de existência, muitas se sentindo só, com problemas de doença na família, debilitadas na fé. Mulheres que mesmo fazendo parte da igreja de Cristo e até em papel de liderança, estavam sem saber o que fazer com os problemas pessoais. Estavam por isso, debilitadas, algumas me escreveram dizendo que estavam desanimadas, feridas...enfim, filhas em meio a dores que precisavam de quem as gerasse com dores...
    Há um tempo para cada coisa. Já pensou se por causa da demora em nascer um carvalho, de 100 a 300 anos, os plantadores desta árvore desistissem de plantá-lo, nós seríamos privados de ter a madeira mais nobre que se tem notícia. "Foram preciso sete (7) anos de trabalho:Para que Carey conseguisse batizar o primeiro convertido na India; Para que Judson conquistasse o primeiro discípulo na Birmânia; Para que Morisom levasse a Cristo o primeiro chinês; Para que Moffat visse as primeiras evidências da operação do Espírito Santo no local onde trabalhava na África; Para que Henry Richards ganhasse o primeiro convertido em Banza Manketa."
    Na natureza humana nós sabemos que é preciso nove (9) meses, para que um filho seja gerado; para aqueles servos de Deus do passado, missionários, que estavam gerando filhos espirituais, em várias nações, foram preciso sete (7) anos de trabalho dedicado. Anunciando o evangelho com oração, lágrimas, e amor profundo pelo Senhor Jesus e pelas almas perdidas. Para mim foram dezesseis anos...
     Eu vivia dias de, aparente esterilidade, com sérios problemas conjugais, na minha vida financeira e até no ministério pastoral que exercia com meu marido. Não foi em tempos de aparente fertilidade que Deus trouxe à luz a visão dele sobre Filhas de Sara ao meu coração.  
    As minha maiores experiência de intimidade com Deus, aconteceu  enquanto eu estava vivendo dias de crise e dor, cada dia mais e mais me colocava diante do Deus Triúno, prostrada em adoração. Eu tinha certeza de que Ele estava, e está comigo, glórias à Ele, me conduzindo em triunfo por causa de Cristo!
    O diabo queria me paralisar, queria me fazer sentir derrotada, e até disse por boca de alguns irmãos de que eu não podia ajudar ninguém do jeito que estava, porque não podia falar de vitória para ninguém. 
    Fortalecida pelo Espírito Santo, com um coração na posição de serva e guardado igualmente com minha mente, com "a paz que excede a todo entendimento", convicta do chamamento do Pai, testificado no meu coração e por boca de dois profetas que Ele mesmo usou, e que nem me conheciam, disse: Levante-se de onde você está, e cumpra o ministério que tenho lhe dado já há algum tempo, esse é o tempo; "Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, pensamento de paz e não de mal para vós dar o fim desejado." ( Jeremias 29:11). Então ali, naquele tempo difícil, naquele lugar de assolação, mas buscando fazer a vontade de Deus, "a paz, que é o arbitro no nosso coração", completou a testificação.
    Eu não entendia muita coisa a respeito do porque nesse tempo de escassez na minha vida, Deus me dizia para começar um ministério como esse...Então, lendo o livro: "Porque tarda o pleno avivamento" de Leonard Ravenhill, entendi o motivo de Deus. Foi assim também com as mulheres na Bíblia: "Foram as mulheres estéreis que geraram os homens mais nobres das escrituras: Sara, como não podia deixar de ser, a primeira mencionada, que foi estéril até a idade de noventa anos, gerou Isaque, de quem veio Israel; Raquel, em resposta ao seu clamor: "Dá-me filhos, senão morrerei", gerou José, que foi o libertador da nação; a esposa de Manoá gerou a Sansão, outro libertador; Ana, de alma abatida, chorou no santuário, perseverou em oração, ignorou a zombaria de Eli, o sacerdote, derramou a alma perante Deus e gerou Samuel, que se tornou um homem de Deus completo, sacerdote, profeta e uma espécie de juiz; Ruth que além de estéril era viúva, gerou Obede pela misericórdia do Senhor, de sua linhagem veio Davi e da qual veio Jesus, nosso salvador; Isabel. que já era bastante idosa, sem possibilidade de gerar filhos, gerou João Batista, sobre quem Jesus afirmou que não havia profeta maior, dentre os nascido de mulher.
    Se essas mulheres, não se sentissem humilhadas pelo fato de não terem filhos, e não cressem, e não perseverassem em tê-los, e se acomodassem com sua sorte, que homens valorosos a nação de Israel teria perdido!"
    Assim eu, assim você, minha querida irmã!
     Para mim era como se aquelas mulheres tivessem dizendo em alta voz, a Satanás "que veio para roubar, matar e destruir...", com suas vidas de fé, de entrega e esperança na palavra e no Deus da palavra: Minha vida pertence "Àquele que veio para dar vida e vida em abundância", assim você vai ter que assistir, rastejando no pó, pelo poder que há no nome de Jesus, minha vida frutífera, de vitória declarada e conquistada na cruz do calvário por Cristo Jesus!
     Não permita que o inimigo roube sua fé, seus sonhos, sua alegria de gerar filhos minha querida irmã, filha de Sara! Frutifique na oração; frutifique no testemunho; frutifique na adoração; frutifique, gere filhos espirituais! Não importa o que você esteja passando...fique humildemente, na presença do Senhor e se levante para exaltar o Senhor, com sua posição de fé, e de mulher que gera filhos, e por Ele ser exaltada. Mostre com sua vida de fé e perseverança no Deus que age no impossível, que você vai sim gerar filhos mesmo que sua vida, tenha a aparência estéril, o Senhor pode dar-lhe filhos, creia!Porque nosso Deus é maior que qualquer problema.
    Convoco você a entregar totalmente sua vida ao Senhor como mulher, mãe, esposa, filha, profissional...porque ai então, você gerará filhos ilustres para o Senhor, para nações, para esta geração. Creia e tome posição, sua vida será a vida que Deus sonhou pra você.
    Que pelo Espírito Santo, sejamos guiadas em todas as coisas nestes tempos difíceis, e que as vezes parecem não ter fim. Tenhamos a certeza de que Ele sempre nos guia por terreno plano, mesmo que sejam de altos e baixos; por terreno fértil, mesmo que seja uma terra estéril; e por manancial de águas, mesmo que seja num deserto. Aleluia!

    Seja esta a nossa oração, o nosso clamor neste tempo: "Dá-me filhos senão 
    morrerei!"

    PS: Quando escrevi este texto, no início do ano de 2008, eu nem sabia que havia alguém a quem Deus havia dado a mesma visão. Só bem depois, em setembro, eu conheci a pra Cláudia Helena de Oliveira, de Belo Horizonte e, então, nos tornamos uma para que esta visão alcançasse outras mulheres, mulheres do Brasil e de outras nações.

    Denise Malafaia Cerqueira
    ____________________________________________________________________
  1. Inúteis ao reino 

    "Vivei, acima de tudo, por modo digno do evangelho de Cristo..estais firmes em um só espírito, como uma só alma, lutando juntos, pela fé evangélica;" (Filipenses 1:27)



    Tenho me preocupado com o que acontece, ainda, no nosso meio: Cristãos nominais, só pode ser! Sim, porque estes podem até ir ao templo, prestar “culto” todos os dias. Podem estar pregando nos púlpitos; dirigindo ministérios; levantando mãos quando cantam; entregando dízimos e ofertas. Diferentemente do que se acha, eles não parecem ser um cristão nominal. No entanto, se  forem avaliados na visão do evangelho de Jesus quantos desses têm vivido na prática, como um cristão nominal, sim. Estes são inúteis ao reino!

    Porque ser cristão de fato e de verdade implica em compromisso com o reino. E esse compromisso não está ligado a uma estrutura denominacional não, porque igreja é outra coisa. É exatamente o contrário, e está ligado à unidade do corpo. Denominação, como estrutura, não é corpo, é organização e não organismo. Igreja como corpo de Cristo, tem as características da cabeça... Apresenta vida, apresenta crescimento do corpo e não de uma denominação, e isso porque há saúde no corpo. Isto se reflete pela unidade da igreja, independente do nome que resolveram dar a esta “igreja”.
    Quem é igreja de verdade, não luta por nomes de estruturas, mas pelo nome da igreja de Cristo.
    Não devemos nada a uma denominação, não tenho que defender um nome que os homens deram, mas ao reino, à igreja. E até se fala de "orgulho denominacional."
    E, muitos casos, nem sempre um nome de denominação pode ser substituído por igreja de Cristo, uma vez que estas são tão arbitrárias ao que a palavra diz: Julgam, condenam, perseguem, torcem para que nada dê certo aos que têm características de Igreja de Cristo, promovem calúnias, são capazes até de criar provas de crimes contra aqueles que chamam de irmão, só pra constar. Estes são inúteis ao reino!
    Tenho visto mulheres que ouvem falar do Filhas de Sara, cheia de indagações e de respostas. Perguntam, por exemplo, em que denominação o Filhas de Sara surgiu? Eu não posso participar de algo que não seja da minha denominação. Eu tenho muito que fazer e não tenho tempo para fazer mais nada. Quem são as pessoas que o dirigem? Afirmam que essa ou aquela pessoa não têm autoridade para dirigir um ministério cristão, porque ela está cheia de problema... Estes são inúteis ao reino.
    Em pouco tempo em que estava escrevendo esta mensagem, me veio à mente, homens e mulheres da bíblia, que se vivessem hoje, estariam fora de cogitação pra dirigir um ministério cristão.
    A única coisa que pode impedir que alguém exerça um ministério cristão é a sua vida de pecado não confessado e não abandonado. Porque esta pessoa estaria em desobediência ao Senhor da igreja e à Sua palavra. Alguém a quem o Senhor não confiou uma obra específica, mas se ufana de ser detentor de uma chamada, também não está credenciada a exercer tal função.
    O julgamento, a condenação, a soberba, nos divide e nos torna inúteis.
    Muitos cristãos ainda desconhecem que a unidade, é a base para que as respostas às nossas orações aconteçam, assim a palavra diz: ”Àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que pedimos ou pensamos, conforme o poder que opera em nós; a Ele seja a glória na igreja...” Paulo não disse que é em mim ou em você que Deus é poderoso para fazer algo, ele usa a 1ª pessoa do plural, nós, porque Ele visualiza a unidade. 
    Temos o hábito de mencionar sempre o eu, mas é para nós todos, a igreja de Cristo, que o Espírito fala através de Paulo, não só  na carta aos Efésios, mas na maioria das suas cartas. Exceto quando ele escreve cartas nominais,  a pessoas individualmente. De que igreja Paulo está falando? A minha ou a sua denominação? É a respeito da igreja que é de Cristo.
    Ainda podemos observa em outros tantos textos: “Em verdade, também, vos digo que se dois dentre vós, sobre a terra, concordarem a respeito de qualquer coisa que porventura, pedirem, ser-lhes-á concedida por meu Pai, que está nos céus.” Esta concordância é quando são da mesma denominação? “... a fim de que todos sejam um... para que o mundo creia que tu me enviaste.” Sabe por que o mundo ainda não creu, queridos,  que Jesus é o Messias, o enviado? Porque nos falta unidade. “... até que todos cheguemos à unidade da fé...”
    O autor aos Hebreus diz: “Ora, todos estes que obtiveram bom testemunho por sua fé não obtiveram, contudo, a concretização da promessa, por haver Deus provido cousa superior a nosso respeito, para que eles sem nós, não fossem aperfeiçoados.”(11:39-40) Quem pode questionar a fé daqueles homens e mulheres mencionados neste capítulo de Hebreus, chamados de heróis da fé. Eles deram bom testemunho da sua fé, mas eles não poderiam ser aperfeiçoados sem todos nós que viemos depois daqueles tempos. É, isso mesmo, aquele "todos nós", não se referia apenas aos cristãos daqueles dias do cristianismo, quando a carta aos Hebreus foi escrita, não; mas a cada um dos que vieram ou viriam depois, como nós deste século. Isto é temendo!
    A unidade nos torna úteis ao reino.
    Precisamos um do outro por conta de que é  um só corpo, o corpo de Cristo, se o somos. É assim que a palavra apresenta esta questão da unidade. Somos dependentes um do outro, já que nenhum membro de um corpo vivo pode sobreviver sozinho.
    Podemos "ter várias diversidades no serviço, ou ministérios, mas o Senhor é o mesmo." Paulo declara isso.
    O Filhas de Sara, não é mais um ministério para alcançar mulheres; não temos a intenção de vivermos em reuniões, ou eventos; ser filha de Sara implica em ter a postura bíblica, para que eu viva como uma mulher que foi alcançada pelo evangelho de Jesus Cristo. 
    Ser filha de Sara é para aquelas que querem ser úteis ao reino, obedecendo a palavra, para viver uma vida que glorifique ao seu Senhor em todo lugar e ocasião. Independente se há alguém me vendo ou se estou num lugar apropriado para isto. 
    Ser filha de Sara é para aquelas que querem morrer para si mesmas e para tudo o que ouviu e aprendeu na mídia, ou até mesmo pela boca de “mestres” da igreja, coisas inúteis, que têm vindo de geração em geração e que passou a fazer parte da nossa bagagem de "conhecimento religioso". Como se esses ensinamentos representassem o que Deus pensa a nosso respeito. Então meus pensamentos, minhas palavras, minhas atitudes serão direcionadas pelo que Deus disse que eu deveria ser. 
    Qual a verdadeira razão dEle ter me feito, como mulher? Minha atitude não deverá ser para agradar a homens que têm seus pensamentos contaminados pelo que diz os pensadores filosóficos, ou escritores que se baseiam nas ciências ou nas informações da mídia. Ser filha de Sara é ser muito radical, porque teremos que contrariar os entendidos de plantão, que defendem a mentira como se ela fosse a verdade.
    Muitas coisas nos afastaram da verdade absoluta de Deus, e nos colocaram longe uns dos outros, mas o que é pior, longe do que o Senhor pensa e nos ensina na Sua palavra; em nome de uma unidade de apenas um grupo, ela é inexistente, ineficaz no que diz respeito ao corpo de Cristo. Tudo o que não trás unidade e nos afasta em nome de uma "doutrina de homens", nós rejeitamos. Ainda existem aqueles que advertem por causa de seu pseudo "zelo pelas coisas de Deus": Cuidado com aquele ou esse irmão, com esse ou aquele ministério... Estes, também são inúteis ao reino.
    Temos tanto o que fazer o que reverter, diante de tanto tempo perdido!
    O Senhor da igreja procura por aqueles que defendem sim a fé evangélica, aquela mencionada por Paulo, que são os que são úteis ao reino. A mesma que caracteriza bem aqueles que têm o perfil mencionado acima como inúteis ao reino.
    Assim temos sido inúteis ao reino...


    Por que somos inúteis ao reino?

    Inúteis ao reino, porque somos muito nossos;
    Inúteis ao reino, porque somos cheios de nós mesmos;
    inúteis ao reino, porque somos pequenos, pensando que somos alguma coisa;
    Inúteis ao reino, porque não aceitamos que precisamos ser moldados... Estamos tão bem assim;
    Inúteis ao reino, porque vivemos o ontem, hoje; ai o amanhã nunca vai chegar, nós pensamos;
    Inúteis ao reino, porque morrermos para o que nós pensamos, sentimos, e queremos, está fora de cogitação;
    Inúteis ao reino, porque queremos ser iguais à maioria;
    Inúteis ao reino, porque o reino é muito espiritual e ninguém o vê; eu quero ser visto;
    Inúteis ao reino, porque na verdade não cremos muito nesse negócio de céu e inferno como o diabo. Sim, porque ele crê, estremece, e investe para que a maioria dos cristãos, não creia ou, pelo menos não descubram que se formos úteis ao reino, Ele será paralisado...então o reino será visto e se expandirá por toda a Terra.


    Denise Malafaia Cerqueira



  2. Não às misturas... e sim às verdades!

    "Tu ordenastes os Teus mandamentos para que o sigamos à risca.”
    ( Salmos 119: 4)




    Se você já entendeu a visão de ser filha de Sara, que bom! 
    Temos recebido bênçãos tremendas do Senhor Deus, que é Aquele "que nos chamou das trevas, para sua maravilhosa luz", porque Ele é o que projetou tudo para que nós vivêssemos plenamente aqui nesta Terra.
    Isso é para aquelas mulheres que desejam viver, simplesmente, pela direção da palavra de Deus. Não queremos misturas; não queremos outras "verdades"; não queremos fazer nada que o Senhor nunca tenha dito; não queremos nada que esse mundo nos ofereça; não queremos deixar de ser frágeis; não queremos deixar de ser submissas; não queremos ser cabeça, mas corpo; não queremos deixar de ser companheiras idôneas, porque não queremos ser destruídas...
    Queremos fazer exatamente aquilo que o Senhor falou pela boca do salmista, como transcrito acima, porque queremos plenitude; queremos ser vitoriosas; queremos ser respeitadas; queremos estar fortes e ativas...Por isso queremos viver a verdade absoluta da Palavra de Deus, por isso queremos conhecê-lo plenamente e a Sua palavra; queremos ser mulheres de fé, que tenham intimidade com Deus; queremos ser como Sara, nossa mãe: inabalável!
    Vale a pena observar que os mandamentos do Senhor estão, exatamente, de Gênesis ao Apocalipse. Nem antes, nem depois...
    Nunca podemos nos esquecer que, o Espírito Santo de Deus está em nós “para nos conduzir a toda verdade.”
    "Porque nada podemos contra a verdade, senão a favor da própria verdade." (2 Cor. 13:8)
    Convidem outras mulheres cristãs, para se juntarem a nós. Passem essa ideia de Deus adiante. Vamos todas, mulheres cristãs desta geração, venha conosco, não dobraremos os nossos joelhos a nenhuma outra verdade! 
    Aleluia!

    Denise Malafaia 


    ____________________________________________________________________________






  3. Filhas de Sara brilham como o sol...assim como Débora!



    “Ficaram desertas as aldeias em Israel, repousaram, até que eu, Débora, me levantei, levantei-me por mãe em Israel. Escolheram deuses novos; então, a guerra estava às portas...” (Juízes 5:7)


    Quem disse que está bom como está?
    Quem disse que pior não pode ficar?
    Quem disse que eu estou conformado?
    Quem disse que é assim mesmo?
    Eu não quero continuar como se não estivesse acontecendo nada...
    Eu não quero ficar onde estou, como estou...
    Eu não quero me acomodar ao que é cômodo...
    Eu não quero meia verdade
    Quero ir para o alto;
    Quero nadar mais profundo;
    Quero a plenitude;
    Quero voltar ao princípio.
    Eis-me aqui, Senhor!
    Concordo contigo!
    Sim, concordo com o tudo que fizestes:
    “Criou Deus o homem à sua imagem, à imagem. Homem e mulher os criou.
    E Deus os abençoou e lhes disse:
    Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a Terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo o animal que rasteja...”
    “Que é o homem para que te lembres dele... e que o visites... no entanto, fizeste-o por um pouco, menor do que Deus e de glória e honra o coroaste. Deste-lhe domínio sobre todas as obras da tua mão e sob seus pés tudo lhe pusestes...”
    Concordo com o teu projeto pra mim:
    “...Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância.”
    Não concordo com o outro projeto:
    “O ladrão vem somente pra roubar, matar e destruir;”
    Não posso ver homem e mulher que foram recriados em Cristo, vivendo abaixo daquilo que Deus planejou para eles;
    Não vou ver homem e mulher que foram recriados em Cristo, vivendo menos do que, "mais que vencedores em Cristo Jesus!"
    Vamos ver homens e mulheres que foram recriados por Deus, em Cristo Jesus, "escolhendo deuses novos, com guerras que estão às nossas portas," trazendo destruição em cima de destruição, e não vamos tomar posição?
    Eu resolvi: não continuarei a me submeter a isto, como Débora, uma filha de Sara, me levantei...aonde estão as outras Déboras?
    “Assim, Ó Senhor, pereçam todos os teus inimigos!
    Porém os que te amam brilham como o sol, quando se levanta no seu resplendor.
    E a Terra ficou em paz...”
    Eu quero! 
    Pois eu nasci do alto; Fui recriada em Cristo Jesus;
    Recebi do teu Espírito;
    Concordo contigo!
    Eis-me aqui, Senhor!

    PS. todas as mulheres que estão registradas na Bíblia, e que obedeceram a Deus, submetendo-se a Ele, foram filhas de Sara, isto inclui Débora.
    ___________________________________________________________________________________





  4. Conhecendo mais sobre este ministério

  1. Para conhecer e  começar a caminhada de uma filha de Sara:


Este seminário é composto por três ministrações, que devem ser feitos em 3 horários de no mínimo 1 hora e meia cada um; pode ser num dia só; uma tarde e noite, ou dias seguidos.
Ao final deste seminário, fazemos o ato profético que é a unção e coroação de princesa.











  1. _______________________________________________________________________________

  1. SEMINÁRIO FILHAS DE SARA  
Curadas










Ideias para fazer este 1º nível do seminário, no núcleo de Filhas de Sara:

Ao final de cada ministração faça um ato profético.

Na 1ª: Voltando ao Princípio -conduza as mulheres a serem uma o espelho da outra a verem com os olhos de Deus tudo o que o Pai planejou: sermos semelhantes a Jesus; 

Na 2ª Visão Curadora - Entregue a cada participante uma pérola, como simbolo da palavra de Deus;

Na 3ª: De Sarai a Sara - Entregue a cada mulher um copinho descartável de café, ou chá, que simbolizará, um vaso, como se fosse a sua vida. A ministradora deverá conduzir todas à amassarem seus vasos, tornando-os velhos e destruídos, como as suas velhas vidas, assim como foi com Sarai, profetize um novo tempo, uma nova história. Cada uma deverá ir à frente entregando suas velhas vidas no altar, e receberão um novo copinho, como um vaso simbolizando suas novas vidas, como Sara recebeu, com a mudança de seu nome;

Na 4ª: A Mesa está Colocada - Para esta ministração deverá ser preparada uma linda mesa de ceia, mas que não é apenas com os itens  da ceia do Senhor, mas com vários itens que simbolizam tudo o que o Pai, em Cristo, preparou para nós: salvação, libertação, redenção, cura e provisão plena para o espírito, alma e corpo, palavra, Espírito Santo, igreja...   Ao final da ministração, todas deverão rodear esta mesa e participarem de todos os itens que estão à mesa. 

Vejam a sugestão nestas fotos para a  4ª ministração: 
























Na 5ª: Motivos para Dar Gargalhadas - Nesta ministração chegamos ao marco da mudança de vida como aconteceu com Sara, quando ela recebe a cura plena de tudo que era estéril na sua vida, não apenas da fertilidade do ventre, mas em todas as áreas de sua vida. Seu novo nome é o início de sua caminhada até chegar à galeria de heróis da fé. 
Ela recebe a alcunha de mãe, ou princesa de nações. 
No momento, em que Abraão vai até ela, por ordem de Deus, para lhe dizer que seu nome seria mudado de Sarai para Sara, Deus estava fazendo uma aliança, que já havia sido feito com Abraão, mas agora, esta aliança era com ela também. Então todas receberão neste ato profético, um memorial de Aliança com esta visão de Deus para cada uma delas presentes neste seminário. 
Este memorial simboliza um marco desta aliança entre cada mulher e Deus.

Para esta última  ministração é interessante que o pastor da igreja esteja presente, bem como os maridos, pais, irmãos mais velhos; um homem, que represente o cabeça, o sacerdote na vida da mulher.

 (Atenção, só poderá receber este memorial aquelas que tiverem comparecido a pelo menos 4 ministrações)


Pra Denise Malafaia Cerqueira, líder de Filhas de Sara

_____________________________________________________________________________

               Quadros com pequenos textos do Seminário: 
                    Filhas de Sara, uma Visão Curadora


















______________________________________________________________________________



                                      TENDO A MESMA VISÃO DE SARA: 



















 SER SEMELHANTE    AO REI


Mulheres, somos herdeiras, somos mulheres aliançadas, únicas, guerreiras, vitoriosas, somos plenas, totais. Sim, porque somos filhas da livre. Somos filhas de uma mulher que depois que teve seu nome mudado, para Sara, princesa de muitas nações, sua visão se abriu, foi transformada: Ela mudou de rumo, de postura; ela obedeceu e, se submeteu pela fé às promessas do Eterno Deus. 
Dela um dia nações sairiam, do seu ventre e, da sua descendência nasceria aquele que seria o Messias, o Salvador que nos daria um novo nome. Assim como a nossa mãe que teve um novo nome, um nome que dizia da sua missão, de gerar nações, seríamos uma princesa, herdeiras com o nosso irmão mais velho, o primogênito, o Rei dos reis, Yeshua. 
Se somos filhas, precisamos praticar a palavra, crendo que Deus fará tudo o que ele disse que faria por nós; crendo que ele nos dará tudo o que ele disse que nos daria, assim como fez com Sara. Não somos mais mulheres pela metade, estéril, como era Sarai Fomos libertas da nossa velha natureza de mulheres infrutíferas, deprimidas; de mulheres, encrenqueiras, brigonas, ansiosas, de baixa estima, soberbas, rancorosas, ciumentas, tolas, rixosas...nossa nova natureza é de mulher plena, total, mulheres sábias, virtuosa, porque temem ao Senhor. Temos aprendido na palavra que esta é uma visão que nos leva de volta ao início de tudo: Sermos semelhantes a Jesus Cristo!
Aleluia, somos verdadeiras princesas, temos postura de princesas, sabemos o que queremos, porque nossa meta é fazer a vontade do Rei deste reino, ao qual agora pertencemos. Mulheres que são citadas na Bíblia, e que tanto admiramos procederam de Sara: Rebeca, Raquel, Lia, Joquebede, Raabe, Débora, Noemi, Rute, Abigail, Ester,Isabel, Maria, e tantas outras...até que chegou à nós. 
Sara foi a única mulher que entrou para a galeria de heróis da fé, mencionada com seu marido, mas separadamente dele foi louvada pelo Senhor como uma mulher de fé, a outra foi Raabe, que veio após ela, e que logo aprendeu a ser uma filha de Sara, a ponto de ser mencionada como uma mulher de fé. 
Temos que ter a mesma meta de todas estas princesas, que seguiram as pegadas de Sara e praticar a palavra do reino que é eterno, porque seu Rei também o é. Assim viveremos sem temor algum, como fez Sara.



Denise Malafaia

As mais lidas da semana